Datapeers e a nova lei de proteção de dados

No dia 4 de maio de 2016 foi publicado um regulamento geral sobre a Proteção de Dados no jornal oficial da União Europeia. Este novo regulamento revoga a legislação atual sobre a proteção dos dados pessoais, publicada em 1995, época em que o acesso à internet ainda não era generalizado.
O objetivo principal deste regulamento é proteger a privacidade dos cidadãos, privilegiando a garantia da livre circulação dos dados pessoais na União Europeia. Este novo regulamento visa encontrar respostas para os desafios colocados pela evolução tecnológica que tem acontecido nos últimos anos.
Devido a este novo regulamento, as empresas têm que estar atentas a dois fatores: o enorme aumento do valor das sanções aplicadas e o desaparecimento da obrigação de notificar e obter autorização, por parte da Comissão Nacional de Proteção de Dados, no início do processo. Atualmente o valor da coima máxima aplicada às empresas que não cumpram os requisitos de proteção dos dados ronda os 30 mil euros. Com o novo regulamento, a coima máxima chega aos 20 milhões de euros ou a 4% do volume de negócios anual da empresa a nível mundial e correspondente ao exercício financeiro anterior, conforme o montante mais elevado.
Existem outras alterações que também merecem atenção, tais como, o âmbito territorial das novas regras, o direito ao esquecimento e o direito à portabilidade dos dados. O novo regulamento será aplicado em todas as empresas que procedem a tratamento de dados pessoais no espaço da União Europeia, mesmo que a sua sede seja fora deste espaço territorial. O direito ao esquecimento diz respeito à garantia do bloqueio dos seus dados pessoais. O direito à portabilidade permite que os cidadãos possam transferir os dados fornecidos a uma empresa ou entidade pública para outra empresa ou entidade. Deste modo, as empresas e entidades passam a estar obrigadas a fornecer aos cidadãos, num formato de leitura automática, os dados que foram anteriormente disponibilizados.
Com este novo regulamento, as empresas têm novas obrigações. A função da Data Protection Officer, importada do direito alemão, obriga a que as empresas tenham um profissional com conhecimentos especializados neste domínio do direito e das práticas da proteção de dados, que terá como principal função controlar o cumprimento das regras do novo Regulamento pela empresa.
Existe ainda uma outra obrigação para as empresas, que atualmente é apenas aplicável às empresas do setor das comunicações eletrónicas: a notificação de casos de violação de dados pessoais, resultantes de falhas de segurança, às autoridades competentes e aos próprios cidadãos afetados.
O Datapeers é uma solução inovadora e automatizada de mascaramento de dados que ajuda as organizações a atender às exigências de privacidade de dados e melhorar a qualidade dos processos de desenvolvimento, teste, formação e certificação de software. Com a aplicação deste novo regulamento, o Datapeers torna-se uma ferramenta essencial para as empresas e entidades que lidam com dados pessoais, dando-lhes um mecanismo seguro para garantir a sua privacidade e evitar assim as enormes coimas que o referido regulamento acarreta.

Subscreva a newsletter IT PEERS

Subscreva a newsletter IT PEERS e esteja sempre a par das nossas novidades!

Subscreva a newsletter AQUI!

IT PEERS anuncia novos parceiros no México e no Peru

É com imenso orgulho que a IT PEERS anuncia duas novas parcerias no México e no Peru. 
A Polysistemas é uma empresa que atua no Peru há mais de 40 anos. Dedicam-se a fornecer e a encontrar soluções para empresas e instituições, através da implementação das últimas tecnologias de informação, abrangendo a prestação completa de serviços, equipamentos, e softwares nas áreas de gestão documental, captura automática de dados e sistemas de informação. Na atualidade, a Polysistemas é líder no mercado em que atua e é uma empresa sólida, dinâmica e com prestígio a nível nacional e internacional. Por esse motivo, a IT PEERS considera que "a Polysistemas é o parceiro ideal para ajudar a empresa a introduzir os seus produtos nos mercados do Peru e Bolívia", afirma Jorge Santos Silva, LATAM Region Manager da IT PEERS.

Novo Parceiro: AN Consultores

A IT PEERS tem o prazer de anunciar o seu novo parceiro para o mercado Ibérico, Alberto Neves Consultores, especializado no setor dos transportes, com o qual está a desenvolver uma verticalização do produto Multipeers especificamente desenhada para servir as empresas desta área.
Sediada em São Mamede de Infesta, a AN Consultores dispõe já de uma carteira de clientes em Portugal e Espanha, que se prevê crescer até ao final de 2016, também em resultado desta nova oferta.
Para Alberto Neves, Sócio Gerente da AN Consultores, esta parceria representa uma soma de competências e processos: “o Multipeers era o produto que faltava no nosso portefólio de serviços chave na mão, num setor em que a otimização da gestão de frotas assume um papel preponderante na operação ao nível dos processos e, acima de tudo, da rentabilidade”.
“Para a IT PEERS o know how trazido pelo Alberto Neves e a sua equipa permite-nos verticalizar o Multipeers num setor onde se afirmará como um produto único no mercado, dotando não apenas os decisores de topo, mas também os decisores operacionais intermédios, de informação acionável em tempo real, permitindo agir no momento face a qualquer situação que aconteça, o que trará a quem o utilize uma enorme vantagem competitiva num setor que é altamente concorrencial.”, refere Henrique Carrola, Gestor de Canal EMEA da IT PEERS.

IT PEERS e ANTAD estabelecem aliança estratégica

No passado mês de maio, a IT PEERS México e a Asociación Nacional de Tiendas de Autoservicio y Departamentales (ANTAD) assinaram um acordo de parceria estratégica que permitirá à ANTAD utilizar o Multipeers para fazer o seguimento de indicadores de atividade que esta recorrentemente mede e analisa. Este acordo inclui a disponibilização da ferramenta à sua ampla rede de associados. A ANTAD é atualmente composta por 103 cadeias associadas das quais 32 são de serviços auto, 16 departamentais e 55 especializadas, representando um total de 49.259 estabelecimentos comerciais com mais de 26 milhões de metros quadrados de área de venda e empregando mais de 760.000 colaboradores.

Shamir seleciona Multipeers

A Shamir é uma multinacional especialista em lentes progressivas e líder mundial em design de lentes desportivas, detentora de um dos maiores departamentos de investigação & desenvolvimento de lentes oftálmicas do mundo.
Após um período de análise, a Shamir Portugal selecionou o Multipeers como ferramenta de monitorização dos seus principais indicadores de atividade em áreas chave como a produção, comercial e atendimento ao cliente. A implementação está a ser levada a cabo pelo próprio Departamento de Sistemas de Informação da Shamir em colaboração com a equipa técnica da IT PEERS.
“É nossa convicção que, quando completamente implementada, esta ferramenta nos irá trazer ganhos substanciais de produtividade, pois irá permitir a todos os gestores da nossa organização obter total visibilidade e fazer um acompanhamento contínuo sobre toda a nossa atividade, para além da redução de custos operacionais que esperamos vir também a conseguir alcançar a médio prazo.”, declarou Luís Feijó, Diretor Geral da Shamir Portugal.

IT PEERS é parceiro autorizado Microsoft para a educação

A IT PEERS acaba de renovar o seu estatuto de Fornecedor Autorizado para a Educação da Microsoft. Esta importante certificação permite-nos continuar a revender e implementar as soluções deste fabricante no setor da Educação.

Multipeers no Grupo Redentor

Após alguns meses de árdua negociação, a IT PEERS Brasil, seu parceiro Prestek  e o Grupo de Viação Redentor (Rio de Janeiro) Brasil, chegaram a bom termo para implementação de um projeto pioneiro na América Latina que visa o pleno uso do MULTIPEERS para a melhoria da performance de gestão deste importante Grupo empresarial de transportes urbanos.
 “Para uma empresa de referência como o Grupo Redentor, onde a eficiência da sua operação é medida ao minuto, ter acesso à informação de uma forma harmonizada e rápida é condição obrigatória para a otimização dos recursos globais da empresa e dos seus clientes.”, declarou Santos Silva, LATAM Region Manager da IT PEERS. 
 “Pretendemos com esta aquisição, tornar ainda mais eficaz o nosso processo de tomada de decisão, queremos harmonizar procedimentos de recolha de informação dentro da diversidade de softwares existentes nas empresas do Grupo, facilitando assim o processo de descentralização da tomada de decisão nos mais variados patamares hierárquicos do Grupo Redentor”, remata Francisco Pinheiro, (CIO) Administrador do Grupo Redentor.

IT PEERS desenvolve plataforma de interoperabilidade

O desafio lançado à IT PEERS por um Consórcio de Instituições do Ensino Superior (IES), liderado pela Universidade do Porto e envolvendo as universidades de Aveiro, Coimbra e o Instituto Politécnico do Porto, teve como objetivo o desenvolvimento de uma Plataforma de Interoperabilidade (PI4IES) apoiada pelo projeto SAMA IES+Perto.
Este inovador projeto contemplou o desenvolvimento de uma plataforma única de acesso a serviços comuns a todas as instituições, o que irá possibilitar aos alunos do Instituto Politécnico do Porto e das Universidades do Porto, Aveiro, Coimbra ou outras que venham a aderir a esta iniciativa, efetuar consultas à informação na sua instituição a partir de aplicações partilhadas e personalizáveis. De facto, a plataforma de interoperabilidade foi desenvolvida com uma perspetiva unificadora, mas não intrusiva, de modo a que cada instituição continue a ser completamente autónoma na organização e disponibilização da sua própria informação.

 “O projeto IES+Perto proporcionou uma experiência ímpar de cooperação entre instituições de ensino superior e a plataforma de interoperabilidade vem facilitar a transferência de informação e o desenvolvimento de serviços avançados e úteis à comunidade académica, ajudando a uma estratégia de desenvolvimento baseada na modernização administrativa e na racionalização de custos.”, declarou a Doutora Lígia Ribeiro, Investigadora da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.
Para o grande sucesso deste projeto foi fundamental a colaboração de todas as entidades do Consórcio de Instituições do Ensino Superior envolvidas - Instituto Politécnico do Porto, Universidade de Aveiro, Universidade de Coimbra e Universidade do Porto – cujo apoio desde já muito agradecemos.

Inicie o seu próximo projeto.

Contacte-nos