Cuidados a ter para não ser apanhado nesta Black Friday

Black Friday é sinónimo de grande consumismo, descontos e preços baixos, algo que está muito mais enraizado nos Estados Unidos. Muitas vezes somos induzidos a comprar, por meios de pop ups e publicidades, com “última oportunidade” ou “últimos artigos”. Saiba que a maioria das vezes é a tecnologia a funcionar e que a loja ainda tem muitos daqueles artigos que procura. A publicidade é lhe apresentada com base naquilo que pesquisou e a publicidade estará direcionada para aquilo que procurou nos últimos tempos. Por isso, se acha que aquele produto é uma grande oportunidade, avalie bem, provavelmente vai ficar surpreendido.

Aqui vão algumas dicas para se proteger de eventuais burlas, tanto na avaliação de preços como ao nível tecnológico.

1. Utilize as tecnologias
As tecnologias podem ser excelentes aliados para que não se deixe enganar. Sites para comparar preços, redes sociais para avaliar uma loja, saber o que estão a dizer sobre determinada promoção nalgum fórum, são pequenas dicas do que pode fazer. Se está em Portugal, deixamos 2 ferramentas muito úteis para saber se está a fazer uma boa compra:

Ferramentas de avaliação:
www.kuantokusta.pt
https://www.deco.proteste.pt/comparar-precos

Verificação da credibilidade/queixas da loja
https://portaldaqueixa.com/

2. Compras Antecipadas
Estamos a pouco tempo do Natal por isso a Black Friday pode ser uma boa oportunidade para poder comprar as suas prendas antecipadamente. Por isso, defina exatamente aquilo que pretende oferecer e acompanhe as oscilações de preço dos produtos. Se o produto na Black Friday tiver um valor abaixo da média dos últimos meses, será certamente uma boa altura para comprar.

3. Lojas fidedignas
Avalie todas as lojas onde pretende fazer as suas compras. A Internet tornou-se numa oportunidade de o consumidor saber exatamente o que comprar e onde. Nem todos os sites e-commerce têm “boas intenções”, por isso aproveite o bom que a internet lhe oferece e pesquise em portais, fóruns ou redes sociais para saber mais sobre as lojas onde vai comprar.

4. Desconfie dos preços muito baixos
As lojas com preços de mercado muito abaixo dos concorrentes certamente serão uma burla. Deverá ter em conta que a loja onde está a pesquisar os seus produtos é exatamente aquela que procura, tendo em conta as extensões .com ou .pt (entre outras). Não ter em atenção a utilização correta das extensões poderá gerar confusões, que lhe custem muito dinheiro.

5. SMS e links suspeitos
Em qualquer altura do ano é importante seguir esta norma, ainda mais agora que as campanhas disparam em todos os meios. Por isso, se recebeu alguma mensagem com “Parabéns, ganhou…” desconfie e não aceda a qualquer link nem responda ao número que o contactou. Deverá confirmar com a marca, para saber se realmente se verifica esta informação. Para além disto, têm surgido cada vez mais burlas através de links enviados por e-mail, ou em forma de pop ups, ainda mais nesta altura de “grandes campanhas”. Os links enviados poderão ser uma forma de roubar os seus dados pessoais ou de estar a aderir a serviços de valor acrescentado.

6. Produtos descontinuados
Nesta altura do ano as marcas tendem a vender produtos descontinuados, para libertar stock para as vendas de Natal. Avalie bem qual o modelo que pretende e não se deixe enganar.

7. Pagamentos Online
Para além de saber escolher da melhor forma a loja em que está a comprar, deverá ter em conta os métodos de pagamento que a loja dispõe, para que caso tenha algum problema na compra consiga obter o reembolso de forma facilitada. Damos por exemplo o acaso do Paypal que torna a transação mais segura, ou por exemplo da criação de cartões virtuais (em Portugal) para evitar a violação de dados dos seus cartões de crédito.

8. Despesas de envio
Por vezes as lojas online impõem o pagamento das despesas de envio acima de um determinado valor, calcule se lhe compensa fazer o envio online ou a compra diretamente na loja. Dependo da distância onde se encontra da loja, poderá até compensar adquirir o produto na loja física ou online com levantamento posteriormente na loja.

Estas são alguns dos nossos conselhos. Diga-nos o que costuma fazer para evitar ser apanhado pelos larápios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *